“Sangue Novo” com Gonçalo Azevedo

O “Sangue Novo” de hoje é Gonçalo Azevedo. O jovem lateral saltou dos escalões de formação para o Campeonato de Portugal, onde faz a sua estreia, com a camisola do União de Santarém.

Gonçalo começou a jogar no escalão de “traquinas” do Estarreja, clube que representou durante quatro épocas. Aos 13 anos, mudou-se para o Beira-Mar e aos 15 para a Oliveirense. Foi no Feirense que terminou a sua formação, passando ainda pelos juniores e sub23 dos fogaceiros.

Aos 21 anos, Gonçalo decidiu abraçar outro projeto, desta vez no futebol sénior. Aceitou o desafio do Campeonato de Portugal com o União de Santarém por reconhecer a possibilidade de crescer enquanto jogador e pessoa nesta competição, visto que tem a chance de jogar com jogadores mais experientes e com mais maturidade. É também um campeonato com muita visibilidade e Gonçalo não podia recusar a oportunidade.

A nível coletivo, Gonçalo prevê que a equipa continue a alcançar as vitórias necessárias para garantir um lugar no top-5 da série, tentando, e para já conseguindo, melhor que o 15º lugar da época passada. Individualmente, o jovem lateral procura o maior número de jogos para evoluir, de forma a ajudar a equipa a conquistar os seus objetivos.

Na época de estreia no Campeonato de Portugal e, consequentemente, no futebol sénior, Gonçalo soma seis partidas, quatro delas a titular. Apresenta-se como um jogador rápido e com um bom cruzamento, um jogador esforçado, com bons índices de trabalho de equipa e aberto às ideias do treinador. Aos 21 anos, Gonçalo procura regularidade numa equipa que tem surpreendido no campeonato, segurando o terceiro lugar depois de uma vitória por 3-2 frente ao Alverca. Depois dos 57 jogos feitos nas duas últimas épocas de Liga Revelação no Feirense, Gonçalo dá indícios de estar pronto para assumir outro papel na equipa do União de Santarém.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.