“Sangue Novo” com João Serrano

O “Sangue Novo” desta semana é João Serrano. O jovem defesa voltou a Portugal e estreia esta época no Campeonato de Portugal com a camisola do Lusitano de Évora.

Nascido no Baixo Alentejo, João começou a sua formação com sete anos de idade precisamente no clube que representa agora. Aos 13 anos mudou-se para o Sporting, onde jogou seis épocas em destaque. Em 2014/15, acabou por ser dispensado do clube de Alvalade sem poder chegar ao plantel principal. Dois anos depois foi de malas e bagagens para os Estados Unidos da América para estudar e prosseguiu a sua carreira no Providence Friars.

Este ano, com a paragem dos campeonatos português e norte-americano devido à pandemia, João sentiu que seria ideal regressar ao seu país. Com a licenciatura terminada e à procura de dar o salto para o futebol profissional, procurou uma oportunidade num clube que apostasse e confiasse no seu valor e lhe desse espaço para voltar a afirmar-se no panorama nacional.

Foi quando apareceu o Lusitano de Évora, que o convenceu com um projeto bem estruturado e com a aposta na valorização de jogadores. A nível coletivo, João acredita que o plantel tem condições para alcançar os primeiros cinco lugares da tabela, assim como se valorizar individualmente. A nível individual, João quer ajudar a equipa a ser competitiva em cada jogo e retribuir a confiança dada pelo treinador José Bizarro.

Podendo jogar a lateral esquerdo ou a extremo esquerdo, João é um jogador inteligente, capaz de se adaptar ao que o jogo pede. Forte defensivamente, com apenas dois golos sofridos em cinco jogos, agressivo nos duelos e forte na leitura de jogo, com bom passe e cruzamento, João é um jogador interessante de seguir. A sua estreia na competição ficou marcada pela derrota frente ao Pinhalnovense por 1-0. Ainda assim, o percurso de João na competição tem sido satisfatório, com exibições sólidas que lhe garantiram para já uma presença na equipa da semana da Série H. Aos 24 anos, João tem tudo para realizar o seu objetivo de se reafirmar no futebol português.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.