“O Elevador” com Maurício Cantero

Maurício Cantero atingiu os 200 jogos no Campeonato de Portugal. Marca assinalável, que faz com que seja o destaque desta semana no Elevador.

O brasileiro formado no Laranja Mecânica já representou oito clubes em Portugal. Chegou ainda em idade de júnior para o Tourizense, mas foi no Vitória SC “B”, que teve a estadia mais marcante – onde, de resto, garantiu uma subida de divisão.

“A subida marcou-me muito, era novo, tinha 18 anos… Esperava chegar mais longe no Vitória, mas a verdade é que aprendi bastante, fez-me amadurecer muito rápido”, disse.

Seguiram-se passagens por Vizela, Gafanha, Cesarense, Anadia e Loures até chegar ao SC São João de Vêr, clube de “pessoas muito sérias e com um projeto ambicioso”. O grande objetivo da equipa para esta temporada é terminar nos cinco primeiros lugares, de forma a garantir acesso ao playoff de subida à III Liga.

Aos 27 anos, Maurício sente-se um jogador completamente maduro. Não esconde a felicidade por ter chegado a estes números e pisca o olho a clubes de escalões superiores: “Fico muito feliz, são nove anos no CP como profissional. Para atingir outros patamares, só me falta uma oportunidade, sinto-me preparado para agarrá-la!”.

O médio dos Malapeiros, irmão de Luquinha, do Portimonense SC, autocaracteriza-se como um médio polivalente. A “vontade de ganhar” é a maior virtude do brasileiro, segundo o próprio. As recuperações de bola, as transições e o passe, são os outros pontos fortes.

Fato a reter, são 21 as grandes penalidades concretizadas de forma consecutiva. Se o Bruno Fernandes estiver indisponível, chamem-no para marcar.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.