“O Elevador” com Diogo Silva

Diogo Silva é o destaque desta semana na rubrica “O Elevador”. O guarda-redes de 27 anos tem sido um dos esteios do Fafe, numa temporada de grande nível. 

Após várias épocas com números interessantes ao serviço do Leça FC, ainda na distrital do Porto, em 2017/18, estreou-se no CP. Dividiu essa temporada entre o Minas de Argozelo e o Camacha, para no ano seguinte se transferir para o Tondela. 

No emblema da Primeira Liga não disputou qualquer partida, mas fica a experiência. Em Tondela havia um dono e senhor da posição, e que dono… 

“Saí de lá muito satisfeito. Trabalhei e evolui muito, mas claro que fica aquele sentimento que deveria ter tido a minha oportunidade, dentro de campo. Mas vou continuar a trabalhar para chegar de novo a esse patamar e conseguir ter essa oportunidade de demonstrar o meu valor!”

“E também tenho noção, de que tinha como companheiro um grande guarda redes, o Cláudio Ramos, que até chegou a ser chamado à Seleção Nacional.”

Diogo Silva, que tem Vítor Baía e Jan Oblak como referências na baliza, sente a evolução da qualidade neste regresso ao Campeonato de Portugal.

“A maior parte das equipas estão mais preparadas para a exigência deste campeonato, do que há uns anos atrás. Prova disso, é que em quase todas as séries, a disputa pelos cinco primeiros lugares está em aberto, o que demonstra competência.”

“Outro aspeto é a valorização e a visibilidade que este campeonato nos dá. Tanto o canal 11, como a vossa página, têm feito um trabalho magnífico. E nós, jogadores, só podemos estar gratos por isso.”

Diogo considera que esta é a melhor época da sua carreira, pela simbiose entre os desempenhos individuais e coletivos. Até ao momento, são 17 jogos e 14 golos sofridos. 

A uma jornada do fim da fase regular do campeonato, o Fafe ocupa o segundo lugar da Série B, a dois pontos do líder Pevidém.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.