#100 Miguel Tavares – Um sabor agridoce numa das melhores épocas de sempre

O segundo melhor marcador do Amarante Futebol Clube é o destaque das nossas Oportunidades 100 após uma 1ª fase quase perfeita para o futebolista nascido em Vila Nova de Gaia. Miguel Tavares, de 23 anos, está a ter “umas das melhores épocas de sempre” a nível individual, mas coletivamente o Amarante falhou o objetivo de estar na fase de decisões da promoção à Liga 3.

Um sabor agridoce para o extremo que no passado fim-de-semana viu a sua equipa vencer, diante do Mirandela, mas os três pontos foram insuficientes para continuar acreditar nos primeiros dois lugares da série B.

Primeira época nos Nacionais de excelência

Sete golos e cinco assistências! São os números que ajudam a traduzir as boas exibições que Miguel Tavares tem realizado na sua primeira época no Campeonato de Portugal. Antes disso e como o próprio assume, faz “grandes épocas” na Divisão da Pro-Elite, no Porto, ao serviço do Nogueirense FC.

É na equipa da Maia que faz a estreia enquanto sénior e em três temporadas faz um total de 21 golos em 60 partidas. Pelo meio, em 2018/19, junta o título da AF Porto Divisão de Honra num emblema que considera “estável e que dava todas as condições” para continuar a evoluir.

O MOMENTO


“O título de campeão e subida de divisão na minha 1ª época de sénior pelo União Nogueirense FC, foi até ao momento, algo muito especial para mim”.

Foram essas mesmas razões que levaram Miguel e o seu agente a não dar um passo em falso. O extremo acredita que “já poderia estar no Campeonato de Portugal há mais tempo”, mas “apesar de terem existido algumas propostas”, o Nogueirense dava-lhe aquilo que ele precisava para continuar a sua caminhada.

“Definimos que para sair, teria de ser para um projeto sólido que me permitisse continuar a evoluir. Acredito que as coisas acontecem no momento certo”, frisa.

O momento chegou e no Verão de 2021, o Amarante FC aposta no avançado. Com o objetivo coletivo da promoção à Liga 3, os alvi-negros partem para a última jornada desta primeira fase na quinta posição a cinco pontos dos lugares com acesso ao bilhete dourado, restando agora garantir a manutenção na próxima fase.

“Tínhamos como objetivo garantir a fase de subida, mas infelizmente não conseguimos. Este clube merece estar em divisões superiores pela estrutura e recursos humanos que tem. Individualmente, posso considerar esta uma das minhas melhores épocas de sempre, visto que a temporada ainda não acabou e sinto que tenho sido influente. Espero ajudar a equipa com mais golos e assistências”, assume.

Uma temporada em que o próprio assume não estar surpreendido com o seu rendimento, sentindo que “estava preparado para subir de nível” e com confiança “para fazer uma boa época”.

Uma formação com passagens por águias e dragões

Para chegar ao momento que vive hoje, Miguel passa por algumas das academias mais fortes do nosso país. O bichinho começa aos seis anos de idade e como o próprio admite “desde sempre” que gosta de bola e futebol. Um sonho que teve inicio no CD Candal e ganha asas com as passagens pelo SL Benfica e FC Porto. Nos dragões chega mesmo a partilhar balneário com nomes como Diogo Costa, Diogo Dalot, Diogo Leite e João Félix.

“Apesar de estar referenciado pelo Porto, saí do Candal para o Benfica onde fiz uma época bastante interessante e só depois é que o Porto me contratou. Lembro-me de na altura estar a viver um sonho”, recorda.

Nascido em Vila Nova de Gaia, o jovem acaba a sua formação com quatro temporadas no SC Coimbrões as duas épocas de juniores no Nogueirense, emblema que depois acaba por lhe abrir as portas para o escalão sénior.

Um percurso que lhe permite agora sonhar com uma carreira no Futebol. Miguel está totalmente focado em vingar no desporto rei e quer “ser jogador profissional, com possibilidade de integrar clubes das principais ligas europeias” e a ambição de um dia “representar a Seleção Nacional”.

Perguntas

Comida favorita?

Francesinha.
1

Série favorita?

Prison Break.
2

País a visitar?

Itália.
3

Referência no futebol?

Neymar.
4

O Miguel é um avançado de estatura alta, rápido e polivalente, pois tem características que lhe permitem atuar quer como ponta de lança, quer também em qualquer uma das alas do ataque.

Tecnicamente é um jogador com recursos, boa leitura de jogo e com instinto finalizador. Tem uma condução de bola rápida e tem facilidade em sair com bola das zonas de pressão. É um jogador que não tem medo de encarar o adversário e ir no 1×1.

A nível tático é um atleta que se sabe posicionar, procurando diversas vezes bola na profundidade e zonas mais interiores. É ativo na procura de espaços, pois tem capacidade tanto para atacar o espaço como para jogar em apoio, servindo de elemento de ligação.

Lê bem os movimentos dos defesas e aparece bem nas zonas de finalização, não facilitando quando surge espaço para o remate.

O Miguel um jogador jovem com qualidade e potencial, que certamente se vai afirmar no CP e chegar a outros patamares.

NOMEMiguel Lamego Tavares
DATA DE NASCIMENTO29/01/1999
POSIÇÃOPL/ED/EE
PÉ DOMINANTEDireito/Esquerdo
EQUIPAAmarante FC
NACIONALIDADEPortuguesa
ALTURA188 cm
PESO75 kg
Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.