“Relato Informal” com Maxuel

O “Relato Informal” desta semana chega-nos do Algarve, mais precisamente da cidade de Lagos, mas ocorreu no outro lado do Atlântico.

O protagonista, Maxuel, estava na altura na equipa dos sub-20 do Botafogo e teve um episódio que jamais esquecerá.

“Estávamos a disputar o campeonato carioca e não vinhamos de uma boa sequência de resultados. Iamos ter um jogo com a equipa do Nova Iguaçu e em caso de derrota, podíamos não conseguir a qualificação”, começou por contar.

“Na véspera, estava em casa de um amigo que jogava comigo e comecei a sentir uma enorme dor de barriga. Ia ao banheiro de cinco em cinco minutos e estava com diarreia. Fui para casa, tomei um remédio, mas passei a noite toda no banheiro e ainda senti febre.

De manhã fui para o estádio e o médico ficou chateado comigo, pois pensava que era Covid. Felizmente, não era e fui a jogo como suplente. Ao minuto 15 da segunda parte entrei e acabei por fazer o único golo da partida que nos manteve na luta pela qualificação.

Quando acabou o jogo, estavam todos a festejar e eu a correr para o banheiro”, frisou.

Maxuel tem 21 anos e está na sua primeira temporada, ao serviço do Esperança de Lagos. Os números não mentem e o avançado com faro para o golo já leva sete golos em 13 partidas.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.