“Relato Informal” com João Fernandes

O “Relato Informal” desta semana conta com a colaboração de um finalista da Taça de Portugal. João Fernandes, atualmente no CDC Montalegre, representava a formação do GD Chaves, na época 2009/10, quando uma excelente prestação na prova rainha do futebol português o levou ao Jamor para defrontar o FC Porto.

O entusiasmo por essa boa campanha fez com que o clube trasmontano perdesse o foco no campeonato, onde acabariam por descer na última jornada.

“As coisas começaram a correr bem na taça, fomos eliminando equipas do CNS (antigo Campeonato de Portugal), da 2ª liga e nos quartos de final eliminámos o Paços de Ferreira. Na meia-final vencemos a Naval 1º de Maio e contra todas as expectativas estávamos no Jamor”, começa por dizer o médio defensivo.

Só que no campeonato a história era outra. “As coisas não corriam muito bem. Tínhamos um plantel muito curto e acho que o facto de estarmos a jogar a meio da semana para a Taça nos prejudicou a nível físico na parte final.

Inconscientemente tínhamos o foco virado para a Taça, também porque éramos notícia em todos os jornais por estarmos numa fase tão avançada da competição e isso psicologicamente também não nos ajudou. Infelizmente acabámos por descer no último jogo do campeonato contra o Fátima e, na semana seguinte jogávamos a final da taça frente ao Porto”, relembra.

Certo é que, apesar da desilusão no Campeonato, a cidade de Chaves ficou deserta na semana seguinte. “Fomos acusados pelos adeptos que só queríamos saber da Taça e deixámos descer o clube para uma competição não profissional. O Chaves tem uma massa adepta muito presente e fervorosa, exige muito dos jogadores, o que acaba por ser normal. O que é certo é que no dia da final a cidade ficou deserta pois tínhamos metade do estádio do Jamor com adeptos nossos”, finaliza.

Uma final em que os dragões venceram, por 2-1, com golos de Radamel Falcão e Fredy Guarín. Do lado dos flavienses, Paulo Clemente marcou o único golo ao minuto 85.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.