“Sangue Novo” com Hugo Almeida

Nascia a 28 de abril de 1999 um jovem com nome de jogador de futebol. Hugo Almeida, natural de Vila Nova de Gaia, fez amizade com a bola desde cedo.

Aos nove anos de idade iniciou a prática do futebol, no Sport Clube de Canidelo, do distrito do Porto. Foi o início de um percurso de formação de alto nível, com participações em campeonatos nacionais nos escalões de iniciados, juvenis e juniores, alcançando nesse período duas fases finais.

Depois de dois anos no clube da terra, Hugo rumou ao Futebol Clube do Porto, com 11 anos de idade.

Fora o sucesso esperado no clube da invicta, Hugo cruzou-se com jogadores como João Félix, jogador do Atlético de Madrid, Diogo Dalot, do Manchester United, Francisco Trincão, que jogará no Barcelona na próxima época, Vitinha, jovem defesa que dará o salto para a Segunda Liga, vindo do Lusitânia de Lourosa para o Penafiel, e Zé Leite, novo reforço da Sanjoanense.

Aos 14 anos de idade, Hugo saiu do Porto para jogar na equipa sub15 do Coimbrões, onde jogou apenas uma temporada. No ano seguinte, na época 2013/2014, jogou no Leixões, novamente apenas uma temporada, saindo depois para o Rio Ave.

Em Vila do Conde passou as cinco temporadas seguintes, onde jogou nos escalões de juvenis, juniores e equipa B, chegando a ter a oportunidade de treinar com a equipa principal.

Depois de disputar 23 jogos e marcar dois golos na equipa B dos vilacondenses na época 2018/2019, o Salgueiros apostou no jovem jogador para atacar o título da Divisão de Elite do Porto, aposta essa que saiu bem ao histórico clube do futebol português, que acabou por cumprir o objetivo principal e assegurar a presença no Campeonato de Portugal na época 2020/2021.

Apesar da subida de divisão do Salgueiros, na próxima época Hugo vai integrar um novo projeto, desta vez no Trofense. Durante uma época desportiva, a duração do contrato que assinou, Hugo tem para oferecer inteligência, agressividade, qualidade no último passe e polivalência, podendo jogar a médio centro ou a defesa esquerdo.

Hugo espera que a próxima temporada seja um ano de adaptação ao novo campeonato, mas também um ano para se dar a conhecer na competição, procurando mostrar qualidade e assumir-se como um dos grande valores do Campeonato de Portugal o mais rápido possível.

A nível coletivo, Hugo espera que a próxima temporada seja de conquistas na proporção da aposta que o Trofense está a fazer. Este será um “sangue novo” a manter debaixo de olho.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.