“É bom e recomenda-se” com Henrique Gomes

É natural de Barcelos, já brilhou no Campeonato de Portugal, e veste agora, na Primeira Divisão, as cores da equipa do seu coração, o Gil Vicente.

Com apenas 24 anos, Henrique Gomes é um exemplo que do Campeonato de Portugal se formam jogadores de “fibra”.

Fez grande parte da sua formação no Gil Vicente, tendo ainda uma passagem pelo SC Braga e pelo FC Marinhas.

Em 2014/2015, por empréstimo do Gil Vicente, estreia-se como sénior no Campeonato de Portugal no Santa Maria FC.

No ano seguinte, também por empréstimo da equipa de Barcelos, integra o plantel do Vilaverdense FC, onde se estabelece por duas épocas.

“A minha carreira até agora tem sido muito satisfatória, tenho conseguido atingir todos os objetivos a que me propus”, confessa o atleta que conseguiu dar o salto para os campeonatos profissionais na época de 2018/19, rumando até à cidade da Covilhã para vestir a camisola dos leões da serra.

Henrique Gomes depressa chega aos relvados da Primeira Divisão, onde assina pelo clube que lhe deu grande parte da sua formação, o Gil Vicente, “mais do que um objetivo era um sonho, sempre tive o costume ao domingo ir ver o Gil, e passar de adepto a jogador é indescritível”.

Apesar de uma lesão sofrida no final da última época, o jogador garante estar a 100% para honrar as cores do clube de Barcelos nas próximas competições.

A passagem de um Campeonato de Séniores para a Segunda Liga deixou algumas diferenças, “as condições de trabalho e a profissionalização”, são aspetos que o atleta barcelense mais salienta sem descartar o talento jovem, “sei que há muitos talentos que se perdem no CP porque não surge a oportunidade no momento certo”.

Mas quando falamos de Primeira Liga as diferenças são mais notórias, “é algo abismal, toda a envolvência nos dias de jogo, principalmente contra os grandes, é algo que me continua a fascinar”.

Com esforço, trabalho e dedicação tudo é possível, Henrique Gomes, ambicionou, foi à luta, e conquistou.

Os objetivos do craque passam por dar um salto ainda maior, “seja aqui em Portugal, ou no estrangeiro”.

O atleta de Barcelos não desiste dos seus sonhos e recomenda o mesmo a todos aqueles que querem brilhar em ligas profissionais, “com muito trabalho, empenho e alguma sorte, a oportunidade surgirá, e no momento em que menos esperarem, lutem, vivam o sonho e divirtam-se”.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.