“O Elevador” com Fausto Lourenço

Fausto Jorge Dias Lourenço.

Tem 33 anos e é reforço do Anadia FC para a nova temporada, após uma excelente época ao serviço do Gondomar SC.

Nasceu em Miranda do Corvo, em 1987, e começa o seu percurso no CA Mirandense.

Académica de Coimbra e Padroense fazem parte da sua formação até chegar ao FC Porto. Com 16 anos, Fausto dá um importante passo para o que poderia ser o futuro da sua carreira. Ali abre-se a porta para representar a seleção portuguesa no Europeu de sub-17, em 2004, após um ano em que marcou 25 golos pelos juvenis dos dragões.

Depois de uma fase de qualificação de excelência onde aponta seis golos, Fausto é aposta recorrente do mister José Guilherme na fase final, em França, e continua a mostrar a sua veia goleadora. Foram mais dois tentos, o último dos quais na partida de atribuição do 3º e 4º lugar.

Portugal acaba por vencer a sua congénere inglesa na marcação das grandes penalidades e Fausto Lourenço acaba 2004 como o “melhor marcador a nível de seleções”.

“Anos fantásticos com a seleção como expoente máximo” assume o jogador que seguiu para Coimbra para finalizar a sua formação.

Na Académica acaba por “ser feliz ao finalizar o ano de júnior na equipa principal” às ordens de Nelo Vingada, “onde conseguimos a manutenção na Primeira Liga” e faz parte de algumas convocatórias da Briosa.

Segue-se o CD Tourizense por empréstimo, emblema que militava na antiga II Divisão e onde despontavam grandes talentos do futebol português, entre os quais Éder.

Em 2007, é emprestado ao Anadia FC e o extremo não se faz de rogado. Oito golos em 25 partidas num ano “bastante feliz”.

Uma temporada que lhe aumentou a visibilidade e permitiu ter a sua primeira de quatro experiências no estrangeiro. O principal escalão búlgaro recebeu o extremo para representar o Lokomotiv Mezdra.

No ano seguinte, viaja para o Chipre pelas mãos do Onisilos e em 2010 representa o Neuchâtel Xamax.

Uma experiência “fantástica” na Primeira Liga Suiça onde realça “as excelentes condições para treinar” e a oportunidade de jogar frente a nomes como “Alexander Frei, Shaqiri ou Xhaka”.

Após a Suiça regressa a Portugal. Pelo Leixões faz 30 jogos jogos e quatro golos e volta ao estrangeiro para a sua última aventura internacional. O Atyrau, do Cazaquistão, finalizou o seu percurso pelo estrangeiro, num percurso que o fez “crescer a nível futebolístico, bem como a nível humano”.

Em 2013, regressa em definitivo a Portugal. CD Tondela e Académico de Viseu foram as últimas equipas de Fausto Lourenço, antes do extremo se entregar de corpo e alma ao projeto do Freamunde.

É nos capões que passa três épocas e meia e faz temporadas bastante positivas, lutando em algumas pela subida à Primeira Liga, faltando “uma pontinha de sorte ou mais maturidade” para chegar ao principal escalão.

Mais de 100 jogos e 15 golos depois, o extremo segue com o Freamunde para o Campeonato de Portugal, em 2017, após uma época para esquecer.

Entretanto tem continuado por cá. Primeiro Vilaverdense. Em 2018, Merelinense e no ano passado o Gondomar. Os últimos dois anos foram representativos da qualidade de Fausto: 58 jogos e 16 golos marcados.

Em Anadia, clube que já representou em 2007, promete “entrar em todos os jogos para ganhar”, apesar das “incógnitas” em que este Campeonato está envolvido no seu começo.

Fausto Lourenço com “uma excelente carreira” num Mundo que lhe deu “tudo o que tem hoje”. Embarca, em Anadia, numa viagem que promete alegrias. Num clube que há muito alimenta o sonho da subida e deposita em Fausto confiança para atingir os seus objetivos.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.