“É bom e recomenda-se” com Fábio Abreu

Esta semana a rubrica “É Bom e Recomenda-se” esteve à conversa com Fábio Abreu, o avançado que brilha na Primeira Liga Portuguesa ao serviço do Moreirense.

O talento e o gosto pelo futebol nasceram com o craque! Aos sete anos de idade, o seu valor fez-se sentir desde cedo nos campos ingleses, onde Fábio realizou a sua formação futebolística.

O avançado, de 27 anos, que teve a sua passagem pelo CNS, fez a sua estreia na Primeira Liga em 2015 pelo Marítimo.

Mas a subida ao patamar mais alto do futebol português pouco dura e o atleta, na época seguinte, encontra-se a jogar novamente no Campeonato de Portugal pela equipa B do Marítimo, “foi um choque ser mandado de volta para a equipa B, não foi fácil, porque a partir do momento que subo para a equipa principal o meu objetivo era agarrar a oportunidade, no entanto não tive hipótese para realizar o que queria”.

Apesar de descer uns degraus, o jogador angolano não baixou os braços, “jogar no CNS ao início foi difícil, mas arranjei forças em Deus para não esmorecer e conseguir dar o meu melhor para marcar a diferença mesmo que fosse num campeonato inferior.”

Entre Primeira Liga e o Campeonato de Portugal a diferença que o avançado mais destaca é o tempo de reação à perda da bola, “na terceira divisão não tens tanto tempo para pensar com a bola nos pés, mal recebemos a bola já temos 3 jogadores prontos para nos derrubar”, refere Fábio.

Jogar numa terceira divisão aumentou a bagagem do atleta do Moreirense e fez com o que o próprio tivesse vontade de fazer “mais e melhor”, enaltecendo ainda as qualidades que o Campeonato de Portugal acarreta, “muitos pensam que sendo uma terceira divisão o nível é muito baixo, mas isso é uma mentira, o Campeonato de Portugal é muito competitivo e tem jogadores com muita qualidade”.

Por cá, ele deixou a sua marca. Em 2015/2016, foram 19 golos em 30 jogos, sendo o melhor marcador do Campeonato de Portugal.

Uma das metas do avançado era ascender à Primeira Liga, objetivo esse que já está cumprido na carreira do jogador, “agora os objetivos são atingir patamares mais altos ou no futebol português ou no estrangeiro”, revela ainda.

O sonho de voltar aos campos onde fez formação ainda não está descartado, pisar os relvados de Sua Majestade é uma possibilidade, mas para já o compromisso é com a equipa de Moreira de Cónegos, “neste momento foco-me no presente e o meu presente é o Moreirense, um clube que me abriu portas, nunca hesitaram na minha contratação enquanto que outros duvidaram”.

Trabalho árduo e dedicação são algumas palavras de incentivo que o atleta de 27 anos deixa aos jogadores que se encontram no Campeonato de Portugal e pretendem ascender a outras ligas, “trabalhem como se já estivessem numa 1ª liga, dar o máximo diariamente para chegarem a patamares altos, não facilitar”.

Na sua segunda experiência na Primeira Liga, Fábio Abreu é um dos melhores marcadores do futebol português com 14 golos, 12 deles no principal escalão português. Com selo de Campeonato de Portugal, o angolano é caso sério de afirmação.

Até onde por ir?

Longe, muito longe!

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.