#100 Eduardo Souza – Na bagagem trouxe o sonho de conquistar a Europa

Viajou do Brasil para Portugal em busca de um sonho que foi surgindo com naturalidade. Não forçou nada, mas o seu talento para o futebol levou-o a procurar o caminho para atingir aquilo que no Brasil seria mais complicado.

Chegou a solo português com 17 anos e hoje, com 21, é já um dos destaques do Campeonato de Portugal. Brilha ao serviço do Vitória de Sernache e leva já seis golos e uma assistência em 15 partidas disputadas pelo conjunto albicastrense.

Falamos de Eduardo Carvalho Souza, médio centro brasileiro, um dos pêndulos da formação liderada por António Joaquim, que dada a sua versatilidade também pode ocupar espaços mais adiantados no terreno.

O começo!

Apesar de ainda hoje não deixar os estudos de lado, Souza admitiu que o futebol é o principal foco. “O meu dia é passado em função do futebol. Gosto bastante de treinar, tanto com a equipa como em horários fora do treino”.

“O futebol foi uma coisa que simplesmente aconteceu na minha vida. Os meus pais nunca me obrigaram a jogar desde pequeno, mas aos 8/9 anos fui começando a jogar, ganhei o gosto e rapidamente me destaquei dos demais. Quando a assunto começou a ficar sério tive todo o apoio da minha família, que me deu todas as condições para evoluir dentro do desporto”, confessa.

O trajecto do jovem centrocampista começou num modesto clube da sua cidade, o Meninos da Villa, em Rio Verde (Goiás), e rapidamente chegou a oportunidade de uma vida: ingressar nos escalões de formação do Fluminense, um clube grande com uma das melhores formações no Brasil.

“No Fluminense passei alguns anos onde evoluí e aprendi bastante. Foi importantíssimo no meu crescimento como pessoa e como atleta”, revela.

Antes de atravessar o oceano para iniciar a sua aventura em Portugal, Eduardo contou ainda com uma curta passagem pela formação do Avaí.

O futebol português

Apesar de algumas dificuldades na adaptação a Portugal e ao futebol europeu, não tardou para que a qualidade do craque canarinho viesse à tona.

“Tive um começo meio complicado aqui em Portugal, ainda bem novo, demorei para me adaptar fisicamente ao clima, estilo de treino e jogo português, que é um futebol bastante físico e táctico. Mas tudo fez parte do processo e cada jogador tem um período de adaptação diferente”, disse o médio do Vitória de Sernache.

Vejo o Campeonato de Portugal como o campeonato das Oportunidades.

Após passagens pelo Fiães e União de Lamas e na sua segunda época no Campeonato de Portugal, Eduardo Souza sente que está numa divisão que o fará evoluir e lhe proporcionará oportunidades de chegar a outros patamares.

“O futebol português tem-se vindo a destacar bastante no cenário mundial. Tornou-se um ótimo país para o jogador crescer e se destacar também! Eu vejo o Campeonato de Portugal realmente como o campeonato das oportunidades! É uma excelente competição, pois junta jogadores experientes que já jogaram em níveis superiores e jogadores novos com bastante potencial. Posto isto, o Campeonato de Portugal assim como o Vitória de Sernache é uma competição e um clube que me estão a dar oportunidade e condições para evoluir e me destacar”.

Tenho a certeza que vou chegar aos melhores campeonatos internacionais.

Com seis golos e uma assistência esta temporada, Souza sente que será esta uma época de afirmação no futebol nacional.

“Sinto que estou cada vez mais adaptado ao futebol Português e estou a cada jogo que passa mais confiante. Juntando esses fatores com as minhas qualidades de jogo, boa dinâmica/intensidade, bom remate à baliza, o resultado tem sido esses bons números. É o meu segundo ano no Campeonato de Portugal e sinto que vai ser o ano em que vou dar o salto”, espera.

Questionado sobre até onde pensa que pode chegar, Souza não tem dúvidas: “Sinto que posso chegar ao mais alto nível do futebol, as primeiras ligas e campeonatos internacionais. Sei que ainda tenho muita margem de evolução e tenho a certeza que vou chegar à esses patamares”, atira.

Contudo o foco, para já, está apenas em ajudar o Vitória de Sernache e continuar a ajudar a equipa de forma ativa com golos e assistências.

“O primeiro objetivo tem que ser o coletivo e isso passa por deixar o clube no melhor lugar possível. Pessoalmente o objetivo é melhorar a cada jogo, ser cada vez melhor e ajudar a minha equipa com golos e assistências. No fim da época logo se vê qual é a melhor opção para mim, apesar de já ter tido propostas de clubes de outros patamares”, disse o brasileiro, que tenciona um dia voltar ao seu país, mas só “após construir a minha história aqui na Europa”.

Perguntas

Melhor série de sempre?

Prison Break.
1

Clube onde sonhas jogar?

Real Madrid.
2

Comida preferida?

Feijoada brasileira.
3

Melhor jogador de todos os tempos?

Que vi jogar: Messi.
4

O Eduardo é um atleta com uma estampa física mediana, intenso em todos os momentos do jogo e forte nos duelos individuais.

É um médio objetivo, com qualidade de passe, boa ocupação do espaço e que apresenta muita maturidade e perceção do jogo.

A nível tático é um atleta preponderante, pois é forte na recuperação e não tem medo de assumir o jogo e sair com bola controlada das zonas de pressão, sendo um elemento de ligação entre os setores da sua equipa.

No processo ofensivo é um jogador dinâmico, com chegada a zonas de finalização, que consegue definir com critério e sucesso no último terço.

É um atleta ativo e intenso em todos os momentos do jogo, sendo um jogador que deixa tudo dentro de campo.

É um jovem com potencial, em afirmação no nosso campeonato e que durante esta época tem apresentado um rendimento elevado.

NOMEEduardo Carvalho Souza
DATA DE NASCIMENTO20/08/2020
POSIÇÃOMC
PÉ DOMINANTEDireito
EQUIPAGD Vitória Sernache
NACIONALIDADEBrasileira
ALTURA174 cm
PESO70 kg

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.