“Sangue Novo” com Daniel Santos

Daniel Santos nasceu em 1998 em Arrentela, distrito de Setúbal. Decidido a ser guarda-redes, fez a maior parte da sua formação no clube ao pé de casa, o A.C. Arrentela. Foi lá que entrou aos 10 anos e saiu ao 16, tendo participado em mais de 100 partidas pelo emblema seixalense.

Em 2014/15, Daniel começou a temporada no Corroios, no plantel de juvenis, e ao fim de 26 jogos, voltou ao Arrentela para terminar a época com mais 25 partidas. Passou ainda pelo A.D. Quinta do Conde, com mais 27 partidas disputadas, até que nos juniores de segundo ano surgiu a oportunidade de fazer treinos de captação ao Vitória de Setúbal.

Mostrou qualidade e ficou no clube setubalense. Diz que foi aí que aprendeu mais, num plantel com jovens conhecidos da formação que em 2016/17 ficou em 7º lugar na Divisão Sul de Juniores e em 1º lugar na fase de manutenção.

Depois dos sadinos, Daniel estreou-se como sénior no Gafetense, no Campeonato Distrital do Alentejo, na época 2017/18. Com 26 jogos disputados e um 2º lugar na competição, a estreia de Daniel foi positiva. A passagem pelo Alentejo acabou por ser curta, seguindo para o distrito de Castelo Branco, para o Águias do Moradal. Em duas épocas, Daniel disputou 39 jogos no Campeonato Distrital de Castelo Branco e alcançou por duas vezes consecutivas o 2º lugar na competição.

A consistência entre os postes em todos os clubes por onde passou, juntando ao currículo os quase 300 jogos na carreira com apenas 22 anos de idade, chamaram a atenção do Fabril do Barreiro, clube que disputará a próxima edição do Campeonato de Portugal.

Competindo pelo lugar no onze inicial com Diogo Batista, que também chega de campeonatos distritais, e com João Marreiros, guarda-redes experiente do Campeonato de Portugal, Daniel vai procurar dar o máximo para ajudar a equipa a atingir os objetivos, aprender e evoluir, reconhecendo que o seu novo clube dá todas as condições para os jogadores evoluírem.

Um jogador trabalhador, que tenta dar o seu máximo em todos os treinos e jogos, com muito para aprender e vontade de chegar aos campeonatos profissionais, Daniel tem a oportunidade de mostrar o seu potencial desde cedo e atingir os maiores palcos do futebol português em tenra idade.

Partilha com os teus amigos:

Outros artigos do autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.